Busca

comunica

inscrições linguísticas na comunicação

Historiador contratado pela Volks confirma colaboração da empresa com a ditadura

“O departamento de segurança atuou como um braço da polícia política dentro da fábrica da VW”, apontou o historiador com base na pesquisa de arquivos


Opera Mundi

VOLKSWAGEN DO BRASIL

 

A filial brasileira da Volskwagen colaborou ativamente com a ditadura no Brasil na repressão a trabalhadores. A informação foi confirmada pelo historiador Christopher Kopper, contratado pela montadora, na Alemanha, para investigar as relações da empresa com o aparato repressivo brasileiro, e divulgada neste domingo (23/07) pelo jornal Süddeutsche Zeitung e pelas emissoras NDR e SWR.

Continuar lendo “Historiador contratado pela Volks confirma colaboração da empresa com a ditadura”

Pesquisa aponta que 45% de sites independentes da América Latina já foram alvo de violência

Redação Portal IMPRENSA | 21/07/2017 12:43

O relatório “Ponto de Inflexão”, que mede o impacto e o crescimento da mídia digital independente, atesta que 45% dos veículos analisados na pesquisa já sofreram algum tipo de ameaça, violência ou chantagem por causa de sua produção jornalística. O estudo da SembraMedia, organização sem fins lucrativos que apoia jornalistas empreendedores, abrangeu 100 meios de mídia online de Argentina, Brasil, Colômbia e México.

Crédito:Twitter/Reprodução
Disponível em inglês, português e espanhol, o estudo completo pode ser baixado aqui.

How can we stop algorithms telling lies?

Algorithms can dictate whether you get a mortgage or how much you pay for insurance. But sometimes they’re wrong – and sometimes they are designed to deceive
Captura de Tela 2017-07-17 às 23.44.04

How might an algorithm sort your data? Photograph: MatejMo/Getty Images/iStockphoto

Lots of algorithms go bad unintentionally. Some of them, however, are made to be criminal. Algorithms are formal rules, usually written in computer code, that make predictions on future events based on historical patterns. To train an algorithm you need to provide historical data as well as a definition of success.

Continuar lendo “How can we stop algorithms telling lies?”

Citizenfour, documentário sobre Edward Snowden, ganha Oscar

O filme de Laura Poitras sobre Edward Snowden e as revelações de espionagem da NSA levam o prêmio de melhor documentário


Andrew Pulver, The Guardian

.

A diretora Laura Poitras, a editora Mathilde Bonnefoy e o produtor Dirk Wilutzky receberam o Oscar de melhor documentário pelo filme Citizenfour.

Ao receber o prêmio, Poitras, ladeada pelo jornalista e colaborador Glenn Greenwald, disse: “As revelações de Edward Snowden não apenas expõem uma ameaça à nossa privacidade, mas à própria democracia. Quando as decisões que nos governam são tomadas em segredo, perdemos o poder de controlar e governar a nós mesmos”. Poitras agradeceu a Edward Snowden por seus “sacrifícios” e acrescentou: “Compartilho esse prêmio com Glenn Greenwald e muitos outros jornalistas que se arriscam para revelar a verdade”. Continuar lendo “Citizenfour, documentário sobre Edward Snowden, ganha Oscar”

A censura no Brasil veste toga

06/07/201717:00

Ações judiciais civis e criminais correm contra blogueiros, jornalistas, comunicadores sociais, midialivristas e ativistas, promovendo uma verdadeira cruzada contra a liberdade de expressão com suas multas impagáveis.

Atualmente o Poder Judiciário é o principal agente das violações à liberdade de expressão no país. Sentenças judiciais impõem retirada de conteúdos, apreensão de materiais e multas para calar as vozes dissonantes e impedir a diversidade e pluralidade. Tudo isso a serviço da mídia hegemônica e da elite política e econômica.

A censura talvez seja um dos elementos mais simbólicos de um regime autoritário. Continuar lendo “A censura no Brasil veste toga”

Irã inaugura em Teerã maior biblioteca-jardim do mundo

Redação Opera Mundi | São Paulo – 06/07/2017 – 14h22

Prédio se chama Jardim dos Livros de Teerã, tem cerca de 110 mil m² de área, capacidade para 240 mil obras e abriga livrarias, lojas, cinemas e centros científicos

O governo do Irã inaugurou nesta semana na capital do país a maior biblioteca-jardim do mundo. O prédio, que se chama Jardim dos Livros de Teerã, tem cerca de 110 mil m² de área e capacidade para 240 mil livros.

 

Reprodução

Continuar lendo “Irã inaugura em Teerã maior biblioteca-jardim do mundo”

Pesquisa Oxford-Reuters: 70% reconhecem influência política e comercial na mídia brasileira

O Brasil perde apenas para a Finlândia em termos de confiança do público nos meios de comunicação. Mas, muita calma nesta hora


Tatiana Carlotti

Boletim Carta Maior

.

 

Com direito à bandeirinha esvoaçante em 3D – da Inglaterra não do Brasil, of course – o Jornal Nacional (JN) bombou os dados do Digital News Report 2017 (Relatório de Jornalismo Digital 2017), do Instituto Reuters para a Universidade de Oxford, na última quinta-feira (29.06). Não à toa: o levantamento, realizado com 70 mil pessoas em 36 países, mostra que 60% dos brasileiros confiam nas notícias veiculadas pela mídia.

Sim, é isso mesmo. O Brasil perde apenas para a Finlândia em termos de confiança do público nos meios de comunicação. Mas, muita calma nesta hora. Os dados do estudo silenciados pelo JN são muito mais interessantes. Inclusive, o não-dito sobre a pesquisa diz muito sobre a manipulação da emissora.
Continuar lendo “Pesquisa Oxford-Reuters: 70% reconhecem influência política e comercial na mídia brasileira”

Intervozes lança documentário “Julio quer saber”

Escrito por: Redação
Fonte: Intervozes

A Argentina criou a Lei de Meios em um processo de intensa luta pela democratização da mídia. Se em boa parte dos países democráticos a mídia é regulada para a garantia de direitos, por que no Brasil não pode? Julio quer saber

Claroscuros en la industria editorial argentina

Diálogos: Patricia Piccolini y Alejandro Dujovne.

Estrategias. Expertos en el análisis sociológico del mundo editorial, describen un escenario de vitalidad entre sellos medianos y pequeños, junto con desequilibrios geográficos y de mercado, además de falencias en la intervención del Estado para revitalizar un área clave del desarrollo cultural

Daniel Gigena em La Nacion

DOMINGO 25 DE JUNIO DE 2017

Alejandro Dujovne y Patricia Piccolini. Foto: Patricio Pidal / AFV
Alejandro Dujovne y Patricia Piccolini. Foto: Patricio Pidal / AFV.

 

Los dos investigan el mundo editorial local, además de evaluar, desde dos frentes complementarios, las implicancias sociales de un sector asociado al desarrollo de la cultura argentina como pocos. Desde 2015, Piccolini dirige la carrera de Edición, la que más inscriptos tiene en los últimos años en la Facultad de Filosofía y Letras de la Universidad de Buenos Aires. La carrera reúne, según cuenta, a un grupo heterogéneo de adolescentes recién salidos de la escuela secundaria con graduados de otras carreras y adultos que quieren iniciar un trabajo vinculado con el mundo de los libros. Doctor en Ciencias Sociales e investigador del Conicet, Dujovne es uno de los coordinadores del Núcleo de Estudios sobre Historia y Sociología del Libro y la Edición. En 2014 publicó Una historia del libro judío. La cultura judía argentina a través de sus editores, libreros, traductores, imprentas y bibliotecas (Siglo XXI), su primer libro. Ambos conversaron con la nacion sobre el universo editorial argentino, un sector activo aun en tiempos de recesión. Al respecto, ofrecieron estrategias para pensar la crisis y posibles vías de salida con el apoyo del Estado, las universidades y los editores de sellos independientes. Continuar lendo “Claroscuros en la industria editorial argentina”

Blog no WordPress.com.

Acima ↑