Cada Segundo é um último,
talvez, repensa o Homem,
medindo o inconsciente:
O Mar e a Vela no meio.

à beira do Acaso, falhar —
que coisa mais terrível
sumir por acaso
Antes do fatal Sumidouro!

(transmutado de “Each second is the last…”, de Emily Dickinson)

Image may contain: 1 personLicenciado em Letras – Português e Inglês (UFSCar)

Mestrando em Estudos de Literatura (PPGLit – UFSCar)
Projeto de pesquisa: A formalização material do discurso literário: estudo de uma edição da Antologia da Literatura Fantástica, de Bioy Casares, Borges e Ocampo (2014)

Interesses de agora: design do livro, mercado editorial, escrita criativa, ensino-aprendizagem de línguas.

Lattes

Traduções, criações e transmutações

O Homúnculo ou o Livro das Secreções (jogo de cartas)