Debate aponta medidas urgentes para a “reconstrução” do setor, com a esperada mudança de governo a partir de 2023

Por Vitor Nuzzi, da RBA, Publicado 16/06/2022 – 08h07

Reprodução

Cultura

Pesquisadores e ativistas afirmam que a cultura também é um dos meios de combate à desigualdade (Tela: ‘Chorinho’, de Candido Portinari, 1942)

São Paulo – Alvo da fúria do atual governo, a cultura brasileira, assim como outras áreas, terá um trabalhoso processo de reconstrução caso se confirme a mudança de governo a partir de 2023. Ex-ministros e pessoas atuantes no setor apontam como medidas urgentes a recriação do Ministério da Cultura, a elaboração de novas políticas de fomento e políticas que garantam oportunidade de formação – repetiu-se o termo “escola de cultura” – e acesso para garantir acesso da população.

Dificuldades, erros de outras gestões e sugestões para o próximo período foram discutidos em seminário virtual, promovido ontem (15), pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), como parte dos preparativos para sua 74ª reunião anual, de 24 a 30 de julho. A série de seminários tem como tema justamente “Projeto para um Brasil novo”.

Continuar lendo “Cultura exige recriação do ministério, políticas de fomento e mais acesso da população”