Captura de Tela 2018-09-05 às 17.42.10
Foto: Mauro Pimentel/AFP

    A SBPC, a ABC e dezenas de entidades científicas do País divulgam manifesto em defesa do Museu Nacional e do patrimônio cultural e científico do País: “São necessárias medidas concretas e o estabelecimento efetivo de políticas públicas, como aquelas propostas no Livro Azul da IV Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação”

    Leia o manifesto na íntegra:

    A VIDA E A MORTE DA CIÊNCIA E DA MEMÓRIA NACIONAIS

    Diante do espetáculo dramático das chamas engolindo o Museu Nacional e, com ele, uma parte importante da ciência e da memória nacionais, a Academia Brasileira de Ciências, a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, bem como as sociedades científicas abaixo mencionadas, manifestam tristeza e indignação e conclamam a sociedade brasileira a participar ativamente da defesa do patrimônio cultural e científico da nação brasileira.

    Como se já não bastasse a ameaça para o futuro da nação associada aos severos cortes orçamentários, que têm afetado o desenvolvimento científico e tecnológico do país, agora esvai-se a memória do passado, matéria prima essencial para a construção da identidade nacional.

    A morte do Museu Nacional tem um significado simbólico que vai além dessa imensa perda para a cultura brasileira. Pois outros ativos também estão perecendo: com muita preocupação acompanhamos a desindustrialização do país, a precariedade da educação científica no Ensino Médio, o sucateamento de laboratórios de pesquisa de universidades e de outras instituições de ciência e tecnologia e o êxodo de jovens pesquisadores, fruto de uma política econômica que ignora o papel essencial da ciência, da educação, da cultura e da inovação no desenvolvimento de um país. Que trata recursos para C&T como gastos, e não como investimentos com alto poder de retorno, que contribuem para aumentar o PIB e o protagonismo dos países no mundo contemporâneo.

    Neste momento de luto, no qual nossas entidades se solidarizam com os colegas pesquisadores, servidores e estudantes do Museu Nacional, impõe-se um esforço concentrado para reconstruir o Museu Nacional. O objetivo não será certamente a impossível reconstrução das coleções perdidas ou dos irrecuperáveis tesouros históricos e científicos que têm alimentado a pesquisa nessa instituição. Será, sim, a reconstrução de uma ideia que o fogo não devora, de um Museu que sirva de referência para as futuras gerações, repetindo a fórmula que esteve presente na sua história, de um acervo histórico e científico apoiado na pesquisa científica, reunindo, assim, indissoluvelmente, a memória e a investigação, o passado e o futuro.

    É preciso, com urgência, liberar recursos emergenciais para o Museu Nacional, garantir a segurança do imóvel atual, estabelecer locais de trabalho adequados para os pesquisadores, e possibilitar a ampliação do espaço do museu, adjudicando o terreno próximo já reivindicado pela direção do Museu, deslocando assim do Palácio as atividades administrativas, de pesquisa, de guarda de coleções e de ensino de pós-graduação. Isso, aliado a dotações orçamentárias adequadas para o futuro, permitiria a continuidade da instituição, com suas atividades de ensino e pesquisa, a realização de exposições públicas, com os serviços vinculados de museologia, divulgação científica e de assistência ao ensino.

    As chamas que devoraram o Museu Nacional enviaram uma mensagem de alerta para a sociedade brasileira. Para salvar o patrimônio histórico, cultural e científico do país são necessárias medidas concretas e o estabelecimento efetivo de políticas públicas, como aquelas propostas no Livro Azul da IV Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação. É fundamental que sejam tomadas ações adequadas e urgentes para salvar a ciência, a tecnologia e a inovação no País. Urge impedir que essas chamas se alastrem e consumam o futuro do Brasil.

    Academia Brasileira de Ciências (ABC)

    Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC)

    Associação Brasileira de Centros e Museus de Ciência (ABCMC)

    Associação Brasileira de Ciência Ecológica e Conservação (ABECO)

    Associação Brasileira de Estatística (ABE)

    Associação Brasileira de Etnomusicologia (ABET)

    Associação Brasileira de Linguística (ABRALIN)

    Associação Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências (ABRAPEC)

    Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE)

    Associação Brasileira de Psicologia Social (ABRAPSO)

    Associação Brasileira de Química (ABQ)

    Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO)

    Associação Nacional de Pós Graduação e Pesquisa em Educação (ANPED)

    Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Planejamento Urbano e Regional (ANPUR)

    Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação – (COMPÓS)

    Federação das Sociedades de Biologia Experimental (FesBE)

    Sociedade Astronômica Brasileira (SAB)

    Sociedade Botânica do Brasil (SBB)

    Sociedade Brasileira de Biociências Nucleares (SBBN)

    Sociedade Brasileira de Biofísica (SBBf)

    Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular (SBBq)

    Sociedade Brasileira de Ciência do Solo (SBCS)

    Sociedade Brasileira de Computação (SBC)

    Sociedade Brasileira de Economia Ecológica (ECOECO)

    Sociedade Brasileira de Eletromagnetismo (SBMag)

    Sociedade Brasileira de Entomologia (SBE)

    Sociedade Brasileira de Etnobiologia e Etnoecologia (SBEE)

    Sociedade Brasileira de Estudos Clássicos (SBEC)

    Sociedade Brasileira de Farmacognosia (SBFgnosia)

    Sociedade Brasileira de Física (SBF)

    Sociedade Brasileira de Fisiologia (SBFis)

    Sociedade Brasileira de Genética (SBG)

    Sociedade Brasileira de Geologia (SBG)

    Sociedade Brasileira de História da Ciência (SBHC)

    Sociedade Brasileira de História da Educação (SBHE)

    Sociedade Brasileira de Ictiologia (SBI)

    Sociedade Brasileira de Imunologia (SBI)

    Sociedade Brasileira de Matemática Aplicada e Computacional (SBMAC)

    Sociedade Brasileira de Melhoramento de Plantas (SBMP)

    Sociedade Brasileira de Metrologia (SBM)

    Sociedade Brasileira de Microbiologia (SBM)

    Sociedade Brasileira de Microeletrônica (SBMICRO)

    Sociedade Brasileira de Microondas e Optoeletrônica (SBMO)

    Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT)

    Sociedade Brasileira de Pesquisa em Materiais (SBPMat)

    Sociedade Brasileira de Química (SBQ)

    Sociedade Brasileira de Recursos Genéticos (SBRG)

    Sociedade Brasileira de Telecomunicações (SBrT)

    Sociedade Brasileira de Toxinologia (SBTx)

    Sociedade Científica de Estudos da Arte (CESA)

    Sociedade Brasileira dos Especialistas em Resíduos das Produções Agropecuária e Agroindustrial (SBERA)

     

    Anúncios