por NINJA
31 ago 2016

Neste dia histórico, simbolicamente, a nossa página atinge a marca de 1 milhão de seguidores.

Depois de meses de uma luta diária em defesa da democracia e contra o ataque aos direitos constitucionais e individuais, ameaçados pelo processo de impeachment da presidenta eleita Dilma Rousseff, vimos a Câmara, e depois o Senado, aprovar o impedimento desta presidenta e cassar o direito de voto de seus 54,5 milhões de eleitores.

Neste dia histórico, a nossa página atinge a marca de 1 milhão de seguidores. São três anos de atividades da Mídia NINJA e 10 anos de construção do Fora do Eixo. Alcançamos esse número histórico no contexto de mais uma cobertura direto do Palácio do Alvorada, evocando e dando voz a esta mesma presidenta que, nos últimos meses, representou mais e melhor do que ninguém, os princípios e os valores que nos trouxeram até esta marca histórica.

Saímos do interior do Brasil para defender a construção de um movimento social que partisse da cultura e da comunicação para reinventar novas formas de participação política e novos modos de conviver. Experimentamos um momento histórico do qual o Brasil não se esquecerá. Somos parte das conquistas que só foram possíveis a partir das gestões do torneiro mecânico, Luiz Inácio Lula da Silva na Presidência da República e do artista Gilberto Gil, junto com o sociólogo Juca Ferreira, no Ministério da Cultura. Estes homens públicos abriram as portas do poder às expressões mais genuínas e diversas e, ao mesmo tempo, mais discriminadas do Brasil profundo.

Somos parte da disputa do poder popular, das redes colaborativas, de uma cultura democrática e de resistência. Somos também fruto, sumo e semente desse processo. Juntos nos somamos à construção permanente do novo Brasil, mais plural, diverso e justo. Seguimos comprometidos com a defesa dessas expressões e princípios.

Em tempos digitais, os desafios passam pela luta por uma nova comunicação que preze pelo interesse público e que se propõe a construir novas histórias e imaginários. Fazemos uso destas tecnologias da forma mais livre possível, transformando-as em ferramentas fundamentais às novas narrativas políticas e estéticas da sociedade contemporânea.

Hoje, não temos o que comemorar. Mas não podemos deixar de sentir alegria em chegar até aqui. Seremos milhões de Ninjas na resistência democrática que irá se intensificar cada dia mais. Eles têm a grande mídia e nós, uns aos outros. Não vai ter arrego! Seguimos ao vivo e, reiteramos, é golpe e vai ter luta!

Hoje, não temos o que comemorar. Mas não podemos deixar de sentir alegria em chegar onde chegamos. Temos lado, sabemos de que lado estamos: junto aos movimentos que emergiram conosco neste processo histórico. Lutaremos contra os retrocessos perpretados pelo conluio parlamentar. Esses milhões são também a resistência que está apenas começando. E esta alegria é, na verdade, o reconhecimento da potência e do acúmulo que conquistamos no front democrático, nas ruas e nas redes. Não vai ter arrego! Seguimos ao vivo e, reiteramos o que sempre dissemos: é golpe e vai ter luta!

Anúncios